Incêndio e vandalismo: o seguro cobre?

A contratação de um seguro auto pode ser um assunto bastante delicado e complexo, especialmente para quem mora nas metrópoles, pois está mais sujeito a danos no seu veículo.

Incêndio e vandalismo

Dito isso, quem tem carros nas grandes cidades precisa de um seguro auto, visto que o aumento da violência e com o ritmo acelerado de uma grande cidade podem ser prejudiciais para o seu automóvel.

Entretanto, quem está pensando em assinar um seguro deve se atentar a tudo no contrato com a seguradora, em especial sobre o que exatamente esse seguro irá cobrir.

Algo muito comum que ocorre de hoje em dia é os carros estarem sujeitos a atos de vandalismo, principalmente em áreas onde costumam ter muitos jovens ou bares, por exemplo.

Outro ponto que vale a pena ressaltar é o risco de incêndio, que deixa muitas pessoas sem saber como proceder e nem sempre o seguro irá cobrir esse dano.

Por isso é preciso saber antes de tudo se o seguro auto irá cobrir incêndio e vandalismo.

Se deseja ter essa pergunta respondida, não deixe de acompanhar o texto até o final.

O seguro auto cobre incêndio e vandalismo?


Ao escolher um seguro, é necessário buscar uma seguradora de confiança e preferencialmente que já tenha renome no mercado, pois você ficará mais tranquilo com qualquer problema que venha a acontecer.

O contrato é o documento primordial e mais importante dessa relação entre cliente e seguradora, e por isso é preciso escolher com inteligência quais serão as coberturas essenciais que estarão incluídas no contrato.

A seguir, você poderá conferir quais são as principais e mais importantes coberturas que costumam constar nos contratos, veja:

  • Roubo - É considerado roubo quando, além de levar o veículo, o infrator também tem contato físico com a vítima, sendo ele violento ou não. Quando é levado apenas objetos que estavam dentro do veículo, é preciso contratar uma cobertura de danos específica para essa situação.
  • Furto - O furto acontece quando o segurado só percebe que o veículo foi levado depois, ou seja, o assaltante não estabelece um contato direto com a vítima. Assim como na cobertura de roubo, se objetos externos forem levados, o seguro auto não cobre.
  • Incêndio - A cobertura de incêndio pode ser acionada apenas quando o veículo pega fogo por algum problema de funcionamento interno.
  • Colisão - A colisão, na maioria das vezes, afeta apenas a parte externa do veículo. Dependendo da força do impacto, pode ser que o motor ou outras peças importantes sejam afetadas. O tipo mais conhecido de colisão é a batida, mas a maioria das seguradoras também cobre engavetamento.
  • Capotagem - A capotagem ou derrapagem acontece, na maioria das vezes, quando o motorista perde o controle do veículo. É mais comum de ocorrer quando está chovendo e o piloto tem que enfrentar a pista molhada ou com névoa.

Existe lei que protege o segurado contra incêndio e vandalismo?


Sim! Atualmente já existe lei que torna obrigatória a cobertura de vandalismo por parte dos seguros, entretanto, essa cobertura só será executada mediante análise prévia da seguradora responsável.

É nessa análise que a seguradora irá tomar a decisão de assegurar ou não o veículo em questão, por exemplo, um veículo que esteja em péssimas condições e tenha a probabilidade de sofrer com um incêndio tem mais dificuldade de conseguir cobertura contra incêndio.

Um ponto que vale a pena ressaltar no caso de incêndio e vandalismo é que na cláusula padrão consta que serão excluídos danos recorrentes de perturbações de ordem pública.

No entendimento das seguradoras e da lei, perturbação de ordem pública é todo e qualquer evento como tumultos, greves, paralisações, e manifestações de todos os tipos.

Também estão excluídos casos como arrastões, ações de violência, graves ameaças, que são considerados atos para promover a desordem pública e também causar insegurança a população.

Nesses casos, é difícil a seguradora cobrir os danos, visto que quase sempre não é possível identificar quem foi o autor ou os autores do crime.

Para finalizar, lembre-se que ter um seguro irá protegê-lo apenas das coberturas contratadas, como roubo, furto, colisão, danos a terceiros, enchentes, troca de pneu, serviço de guincho e mecânico, assistência 24 horas por dia.

Em outras palavras, são coberturas que você decide na apólice e são analisadas conforme sua situação.

Política de Privacidade e Termos de Uso